Týkhe­ Associação de Psicanálise 

22/01/2019

Please reload

Posts Recentes

Revista Literal nº 12 - Uma escola

06/05/2017

A revista Literal foi a publicação anual da Escola de Psicanálise de Campinas. Após a dissolução da Escola a Tykhe fez sua aposta na continuidade dessa transmissão.

As revistas podem ser adquiridas diretamente na secretaria da Tykhe.

Valor: R$20,00.

 

Editorial

 

Instantes antes de uma apresentação de trabalho na Escola, no exíguo hall de entrada, diante da materialidade das paredes que faziam ecoar mais alto ainda o som ensurdecedor de várias conversas simultâneas, alguém diz: “vamos derrubar as paredes, vamos aumentar os vazios”. “Aumentar os vazios” surge como uma verdade abrupta sobre a Escola. 


Aumentar os vazios: tarefa de uma escola? Ao inesperado deste Witz acorre a lembrança de um sonho. Nele, um outro, também comprometido com a escrita deste editorial, ouve esta mesma pessoa que proferiu o Witz dizendo: “primeiro o menor, depois o maior”. No sonho, este enunciado é tomado ao pé da letra para desenhar a punção <> e para sobrepô-la ao contorno da falta de relação entre os vazios dos toros enlaçados.


Essa sobreposição é feita ali apenas no intuito de tratar da impossibilidade de atingir alguma causa sem dar de frente com uma relação quaternária, ou seja, sem elementos no meio do caminho, sem ao menos dois obstáculos. Reconhece a impossibilidade de um “caminho livre”.


Mas, que tipo de obstáculo interessa aqui? Todo aquele que resista a ser ocupado. É obstáculo capaz de fazer estrutura apenas aquilo que pode ficar vazio (coisa que lhe permite ser inscritível por letra). Poderia o sonho esclarecer algo do que esteve em jogo na proposta deste número da revista Literal, na qual o texto “Im/passe”, do grupo de trabalho do passe, foi tomado como ponto de partida, por colocar que é dos impasses em/no funcionamento que se podem produzir os obstáculos à altura do real em jogo na formação do analista?   


O fato é que finalmente reunidos, os textos não deixam de transferir ao leitor este mesmo ponto de partida orientador na escrita, o de acolher o impasse, dado que eles não poderiam ser simplesmente apreciados de forma isolada, mas como um conjunto heteróclito e feito de dissonâncias. Eles deixam a desejar uma leitura (em tudo o que este termo convoca de interpretação) pelo que podem produzir de obstáculo uns para os outros, obstáculos estes, importante notar, de mais de uma natureza. Para além de suas “diferenças”, o que ainda permitiria uma identificação que não existe entre eles, poderia o encontro desses obstáculos circunscrever o vazio onde cada um pode renovar a razão da sua inclusão em uma Escola? Porque, diferentemente dos comparativos fornecidos pelas diferenças que prescindiriam de uma posição do leitor, a ausência de resposta que vem desse vazio não permite que o sujeito se apóie em outra coisa, senão em sua própria enunciação, para dizer o que Isso lhe vale hoje.

Conselho editorial

 

SUMÁRIO

 

Temáticos
 

Im/passe    11
Maria Teresa Guimarães de Lemos, Mariângela de Andrade Maximo Dias, Marta Scaranari e Nina Virgínia de Araújo Leite


Sobre a Transmissão    17
Carlos Serafim Martinez


A questão da transmissão na apresentação de pacientes    21
Vitor Meira Monteiro


A escola da psicose    31
Mauro Mendes Dias


Sobre a leitura de Freud na Escola ou a relação 
Lacan-Freud na formação do analista    39
Cláudia Thereza Guimarães de Lemos
Maria Rita Salzano Moraes


Uma leitura dos dispositivos    51
Nina Virginia de Araújo Leite    

 

A psiquiatria/ a verdade/ a psicanálise e a formação do analista    59
Ricardo Azevedo Pacheco


Passe: testemunho, ficção e função passador    71
Maria Teresa Guimarães de Lemos, Mariângela de Andrade Maximo Dias, Marta Scaranari e Nina Virgínia de Araújo Leite


Sobre Criança


Por uma Outra significação da pedofilia    79
Mauro Mendes Dias


Uma luz para a atualidade: discurso da ciência e funções parentais    85
Marta Togni Ferreira


A escola em cena    97
Cristina Helena Guimarães


Declinando a função materna    105
Maria Teresa Guimarães de Lemos


A Clínica com o bebê pré-termo: reflexões sobre o acolhimento à vida    113
Mariângela de Andrade Máximo Dias


Tradução e Sobre Tradução


A tradução na formação do psicanalista    133
Nina Virginia de Araujo Leite


As pegadas do tradutor na transmissão da psicanálise    141
Viviane Veras


Um sujeito sem subjetividade    145
Érik Porge
Tradução de Viviane Veras


Ex-Timidade na Escola


Pagar ou apagar? “A Carta Roubada” e o pagamento no tratamento analítico    159
Edmundo Narracci Gasparini


Língua materna no escrito da linguagem    167
Maria Rita Salzano Moraes


A criança e o infantil na clínica psicanalítica    177
Antônio Moreira Lima Jr, Cláudia Thereza Guimarães de Lemos
Maria Teresa Guimarães de Lemos, Mariângela de Andrade Maximo Dias, Marta Togni Ferreira e Nina Virgínia de Araújo Leite


Notas de Estudo


Não é fácil ter um corpo    189

 


Tânia Maron Vichi Freire de Mello


Cartografando o território da psicanálise    199
Márcio Mariguela


Normas para a publicação    211
 

Please reload

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo